SABE DE NADA, INOCENTE

sabedenada_ilustra_2

Nessa semana, em meio a jobs, lápis para serem apontados e um cronograma louco eu me vi sendo colocada bem no meu lugar. Logo ali, onde todo mundo está. Desde que me mudei pro Canadá tudo tem sido na vibe dos dois lados da moeda: aqui não funciona assim/é assado, isso é bem estranho/olha que legal, preciso visitar aquele lugar/não dá tempo, será lindo/que medo, to fera no inglês/o que ele disse? Essas coisas. E no meio disso a pessoa aqui está em total imersão para saber qual é a real de ser um ilustrador no Brasil e em terras gringas. Porque afinal, eu toda pimpona trabalho há 10 anos com isso e aqui não deve ser muito diferente, certo? Então…Revendo algumas coisas aqui e ali, de repente notei algo que pode ser assustador: eu precisava começar do zero.

Eis que me vi numa piscina imensa de bolinhas e estou descobrindo algumas coisas que nunca nem passaram pela minha cabeça. Bate aquele sentimento de que você hibernou por 3 invernos seguidos, mas não lembra nem de ter tirado um cochilo, muito menos de ter reserva de comida. Livros como o Handbook Pricing & Ethical que deveria ser lido mesmo que você nunca nem pense em ter um cliente fora das terras tupiniquins, podcasts voltados para ilustradores (feito, inclusive por um) como o Creative Pep Talk e descobertas como a fofinha da Kendyll Hillegas, com um canal pra lá de querido que explica dúvidas que torturam e que já me perguntaram tantas vezes tb…pelo-amordedeus-como-escanear-minha-aquarela?

A verdade é que estamos todos no mesmo barco e que não tem essa de parar de buscar informação só porque já trabalhamos com isso há um bom tempo. Bino, é uma cilada. As vezes não é porque nos achamos os donos da razão, pode ser simplesmente por preguiça ou porque a gente tava no meio do Twister das tarefas e vacas flutuantes (e você já tá com calafrio, só de incluir mais uma tarefa com esse post). Então, meu dever essa semana é te dizer isso: não se ache tão sabido assim e procure se atualizar, não é papo piegas, nem matéria de revista de empreendedor. Confie em mim, se faz 3 anos que você não mexe no seu contrato, vale dar uma pesquisada e ver se alguma coisa mudou. Se ultimamente você só estuda referências atuais de ilustradores em alta, dá um pulo numa galeria de arte no final de semana e aprenda com que fazia aquilo em 1400 e bolinha. Lembro de ter visto uma entrevista do Sylvester Stallone falando o quanto ele se sentiu inspirado com o brilho nos olhos do Michael B. Jordan em Creed. Depois de 53934 filmes do Rocky, ele poderia muito bem se achar experiente demais pra aprender alguma coisa com o menino. Cara, não é tarde pra você mudar o jeito de ver as coisas.

E o mais importante: não leve isso como mais um job, mas como uma forma de treinar aquela curiosidade talvez perdida lá nos tempos de pirralhice, onde você não tinha só uma janela por causa da falta de dentes, mas uma janela bem aberta na cabeça. Deixa o sol entrar, tira o ego da jogada e vamos tirar esse mofo, porque já temos a primavera para nos dar alergia.

Abraços e donuts bem fofinhos pra você (que por sinal, eu ando comendo mais do que deveria) :*

Clau Souza

Ilustradora há 10 anos e está a frente do Estúdio, Lojinha e Cursos Criativos da Borogodó. Durante a sua caminhada pela estrada de tijolos amarelos da ilustração já teve a felicidade de estar em grandes publicações da área, como Lürzer's Archive, Zupi e Computer Arts. Desconfia seriamente de pessoas que não gostam de cores e tem pavor de palhaços (mas já teve que desenhar alguns).

More Posts - Website

Outros posts que você vai gostar!

14 comments

  1. muito bom esse post , clau..nunca devemos achar q sabemos de tudo,,,ate pq desenhar é um eterno aprendizado,…esses dias vi numa entrevista , o desenhista de hqs Eddy Barrows , dizendo que as vezes ele vai em eventos, e fica observando varios desenhistas, tipo procurando aprender ali algo com esses caras, e o Eddy é desenhista profissional a muitos anos.. ele ate cita que podemos aprender algo com o Rob Liefeld q pra muitos é um desenhista fraco,,,

  2. O legal é que tudo o que é bom precisa ser gerado um esforço e depois acontece o milagre, não adianta eu receber seus e-mails e não me esforçar para lê-los, Obrigado por esse estimulo CLAU Fostisimo Abraço e Sucesso

  3. Olá dona moça, tudo bem?

    Então, comecei a acompanhar tuas postagens faz um tempinho e tenho lido tudo e procurado saber mais dos assuntos que aborda.

    O post sobre o Behance foi bem legal e tenho tentado interagir mais por lá pra ver o retorno.

    Ah, esqueci de dizer lá em cima, sou ilustrador e concept artist. Atualmente trabalho pro mercado de entretenimento, animação, games, livros etc, e também estou dando aulas de ilustração digital em um curso na minha cidade.

    Anyway, voltando ao assunto. Vi você está no Canadá e isso me deixou ainda mais animado em acompanhar teu trabalho, pois tenho uma vontade (ainda tímida devida a alguns fatores) de me mudar para aí um dia e trabalhar em um estúdio local pra aprimorar meu trabalho.

    Enfim, só passei mesmo pra agradecer o trabalho que tem feito pois tem me inspirado. Estou adicionando você nas demais redes e qualquer dia te pentelho mais um pouco pra bater um papo, se você tiver um tempinho.

    Valeu, beijo, tchau. 😀

    1. Que legal Thiago! Muito massa saber q vc tá interagindo mais no Behance, espero de verdade que isso te dê muito retorno!
      Obrigada pelo carinho e espero te ajudar mucho mais <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *